quarta-feira, 5 de maio de 2010

Uso de software livre cresce em médias e grandes companhias

Decisão é motivada por estratégias de redução de custos, segurança e maior oferta de profissionais especializados.
Por Clayton Melo para o Computerworld

O uso de software livre nas médias e grandes empresas aumentou em 2009, segundo a 5ª Pesquisa Sobre uso das Tecnologias da Informação e da Comunicação no Brasil (TIC Empresas 2009), realizada  pelo Centro de Estudos Sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br).

Feita com 3,7 mil empresas com dez ou mais funcionários em todo o território nacional, a pesquisa aponta que a porcentagem de organizações de grande porte que utiliza programas de código aberto passou de 61% - patamar no qual se encontrava desde 2006 – para 65%. O estudo do CETIC.br entende como organização de grande porte aquelas que possuem mais de 250 funcionários.

No caso das médias companhias (100 e 249 colaboradores), o índice passou de 44%, registrado em 2007 e 2008, para 48% em 2009, aproximando-se do nível alcançado no ano de 2006 (49%).  

O resultado encontrado nesses dois segmentos de corporações difere da média observada na pesquisa. Entre as empresas que possuem computador – 97% das entrevistadas -, 26% utilizam software livre, abaixo dos 28% de 2008.

O segmento de atividades imobiliárias continua a ser o que registra maior proporção de companhias adeptas do sistema operacional gratuito (35%) 

“O aumento do Linux e outros sistemas de código aberto nas médias e grandes se deve à busca por redução de custo, além da segurança e o fato de haver mais profissionais especializados no tema”, avalia o gerente do CETIC.br, Alexandre Barbosa.
--

Nenhum comentário: